AO VIVO
Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
Busca
Cuiabá
41ºmax
25ºmin
Correios Celular - Mobile
COVID-19

Covid-19 causou 126 mil mortes no Brasil

Nas últimas 24 horas, foram registrados 682 novos óbitos

06 setembro 2020 - 05h31Por Sandra Capomaccio*

Covid-19 registra 682 mortes no Brasil, nas últimas 24 horas, conforme registros divulgados neste sábado (5). Com isso, o total de mortos chega a 126.203 desde 27 de março. A taxa de mortalidade é de 59,7 casos a cada 100 mil habitantes. No total, a letalidade é de 3,1%, segundo informações do Ministério da Saúde.

De acordo com a atualização, foram registrados 30,1 mil novos casos da doença. O balanço totaliza 4,123 milhões de infecções pelo novo coronavírus – incidência de 1.962 casos a cada grupo de 100 mil habitantes. Segundo o ministério, 3,296 milhões de pessoas recuperaram a saúde depois da infecção – 80% dos casos.

A Região Sudeste registra um total de 1.420.218 casos de infecção pela covid-19, seguida pela Região Nordeste, com 1.420.218 casos. A Região Norte soma 554.211 casos. No Centro-Oeste, são 461.836 casos. E no Sul, 463.593.

O estado de São Paulo, o mais populoso e com maior número de contaminações, registrou hoje mais 115,1 mil casos, somando 853 mil desde o início da pandemia. Nesse período, foram registradas 31.313 mortes no estado. *Com informações da Agência Brasil

boletim_epidemiologico_05.09.2020

Leia Também

Professor desaparecido é encontrado morto em São Luís  do Maranhão
Geral
Professor desaparecido é encontrado morto em São Luís do Maranhão
Covid-19: SP começa a aplicar dose de reforço em imunossuprimidos
Saúde
Covid-19: SP começa a aplicar dose de reforço em imunossuprimidos
Começam a valer hoje novas alíquotas do IOF
Economia
Começam a valer hoje novas alíquotas do IOF
Liberdade
Alexandre de Moraes revogou de ofício prisão de jornalista Oswaldo Eustáquio
O ministro determinou a revogação do mandado no dia 9 de setembro sem consultar a PGR por não existirem mais requisitos fáticos necessário à manutenção da prisão. A defesa de Zé Trovão aguarda pela mesma medida para os próximos dias